Logos de Minas Gerais

boa noite e boa sorte

O cronômetro do amor

Resumo: Um breve comentário sobre um trecho da reportagem exibida hoje no Jornal Hoje sobre o namoro nas escolas.

 

Enquanto almoçava hoje tive a oportunidade de assistir ao saudoso Jornal Hoje, da Rede Globo. Na minha opinião, um dos melhores telejornais da emissora atualmente, isso porque não vem tratando de política nem do Edir Macedo.

O Jornal Hoje possui um quadro que meio que serve de serviço de utilidade pública. Ele trata sempre de assuntos do cotidiano, para não dizer do povão. Confesso que hoje a surpresa foi grande com o tal quadro,  o jornal resolveu tratar da polêmica do namoro nas escolas. Justo na hora que eu estava comendo! Eu cheguei a engasgar. No mais a reportagem foi boa, tangencial como sempre, mas boa. O que achei engraçado nessa história toda foi um comentário feito por um senhor que trabalha em uma escola pública de Vitória/ES. Eu fiz questão de anotar o que ele disse:

“O beijo rápido pode. Não pode é ficar grudado aí 5 minutos, dez minutos.”

O jornal exibiu esse comentário infeliz três vezes e isso consagrou o dia de hoje como o dia do ano em que mais engasguei durante o almoço, desta vez de tanto rir. É muita falta do que fazer, imaginem que um trabalhador do serviço público vai  agora começar a perder seu precioso tempo cronometrando as beijocas dos amantes, tudo pela higiene moral de nossas escolas. O porte de armas que se dane! E o de drogas também… Imagine só o bullying! Vamos fazer mais vista grossa do que já fazemos ao bullying, deixa que ele se resolve sozinho. O beijo dos outros é mais importante! Vamos começar a nos preocupar com o fato de que as demonstrações públicas de afeto estão acontecendo dentro das escolas. As demonstrações ruins podem. As boas, Deus nos livre! Cadê a moral em demonstrações públicas de afeto?

E o melhor, já imaginaram se fossemos seguir a risca a idéia do senhor que fez aquele primordial comentário? Quer dizer que agora as escolas públicas, como se não tivessem mais com o que gastar, pagariam a um vulgo “tiozão” para ser vigia das dependências da escola contra os larápios do beijo, esses delinquentes juvenis! Daí darão a ele um cronômetro ao “tio” e dirão: Agora fica aí e cronometra o tempo dos beijos. Passou dos 5 minutos chega falando ‘OPA!’, dá um cartão vermelho e expulsa o cara. Até os 3 minutos você dá um cartão amarelo e bota pra passear.

Realmente só faltava essa para o nosso ensino público se tornar COMPLETO.

Boa noite, boa sorte.

 

–> Vou disponibilizar o link da página do Jornal Hoje no site do G1. Lá vocês encontrarão a reportagem que citei e poderão assistir ao que eu assiti hoje no noticiário: Namoro na escola ainda é assunto polêmico nas escolas. Recomendo que não assistam enquanto comem.

About these ads

quarta-feira, 19 agosto 2009 - Publicado por | Arquivado

Os comentários estão fechados.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: