Logos de Minas Gerais

boa noite e boa sorte

Sobre a lei anti-fumo em SP

Resumo: Algumas considerações sobre a abordagem feita ontem no programa do Jô sobre a Lei Anti-fumo. O apresentador intrevistou o governador de SP, José Serra e contou com a participação de Dráuzio Varela.

proibido-fumar-aviso-sao-paulo

Anteontem depois de chegar a minha casa resolvi parar um pouco a rotina do bom sono para assistir ao caríssimo Jô Soares em seu programa. Com certeza o apresentador do programa nos prova por si só sua qualidade e credibilidade. O que me chamou a atenção ontem foi a presença do governador do Estado de São Paulo, José Serra. Dentre os assuntos discutidos um foi mais polêmico e como o povo gosta de polêmica é disso que tratarei: a tal lei anti-fumo que entra em vigor no estado de SP no dia 7 deste mês.

Com certeza é um assunto polêmico, não por mim, mas pelos fumantes assumidos. Depois da lei seca pensei que nada mais me assustaria, parece que me enganei. Nunca poderia prever uma punhalada dessas nos fumantes. A última que tenho em memória foi a da proibição das propagandas e essa foi crucial para redução dos índices de procura do produto. Essa nova lei consiste na proibição do uso de cigarro dentro de determinados ambientes fechados de uso coletivo, como restaurantes, hotéis, casas noturnas, escolas, ambiente de trabalho, museus, shoppings, lojas, repartições públicas e táxis. Caso algum fumante seja flagrado desses locais ela prevê punições para os donos de estabelecimentos. Segundo o governador essa medida significará mais comprometimento dos comerciantes pelo pleno cumprimento da medida.

0,,10818380-EX,00

Como dizia, o governador esteve esclarecendo algumas questões sobre o assunto e o fez muito, muito bem. Não são necessários muitos argumentos para tal, mas eu até dou uma colher de chá pela iniciativa do homem. Foi uma conversa interessante com direito às clássicas tiradas bem humoradas do Jô, inclusive sobre o governo do estado. Deveras a conversa deixou claro o que todos já esperavam, a reação dos fumantes foi bastante previsível, a nicotina que o diga. Outro ponto interessante foi a participação do doutor do povão, o Dráuzio Varela, que recentemente deixou de fumar por motivos óbvio: Fumo, médico. Médico, fumo.

O Doutor contou a respeito de sua difícil evasão do vicio e sobre como alimenta respeito pelos que tem dificuldades em deixar o “cilindro mágico”. Segundo ele a nicotina é a mais intensa das drogas, até mais que o crack! Vejam só! Ele contou sobre os testes que serviram de base para essa conclusão, mais uma vez com os pobres ratos. Alguns ratos foram expostos ao efeito de vários tipos de drogas, inclusive a nicotina, um em cada tipo de droga. Depois deixaram os animais sem alimento por algum tempo e por fim os colocaram-nos em gaiolas individuais onde existiam dois tubos de acesso, um à comida e um à droga. Adivinhem qual foi o único rato que acessou à droga primeiro? Ora, o da nicotina.

Recomendo que se informem sobre o assunto. Vale a pena saber mais sobre isso, pois muito em breve creio que outros estados seguirão o exemplo de SP.  Com certeza isso vai afetar o nosso cotidiano, claro que não tanto como dos fumantes. É um alivio para os futuros cancerosos passivos. Quem diria! Com tanta gente querendo liberar a maconha agora uma lei para defender o povo da agressão do cigarro. Vai entender a política.

No site da Folha de São Paulo constam muitas informações. Lá  eu encontrei o endereço de um site sobre a lei. Coloquei o endereço e um telefone para contato no final da postagem.

Boa noite, boa sorte.

–> Tomei a liberdade de separar um trecho de uma apresentação de humor do Danilo Gentili sobre o assunto cigarro. Deveras engraçado. Façam bom proveito.

Para denunciar ou tirar outras dúvidas, o governo estadual mantém o site da lei antifumo (www.leiantifumo.sp.gov.br) e o telefone 0800-771-35-41, que entrará em operação no mesmo dia em que a lei entrar em vigor.

Anúncios

quinta-feira, 6 agosto 2009 - Posted by | Arquivado

Sorry, the comment form is closed at this time.

%d blogueiros gostam disto: