Logos de Minas Gerais

boa noite e boa sorte

Vende-se genética

Resumo: Uma crônica bem humorada tratando do uso discarado e mal disfarçado de anabolizantes pelas pessoas e suas consequências.

Hoje aconteceu uma coisa muito interessante e gostaria de compartilhar com os meus caros leitores.

Recentemente me associei a uma academia, dessas que vão as pessoas para malhar e confesso que nunca tinha feito uma atividade tão significante antes. Em consequencia disso fiquei uma semana com terríveis dores nos músculos. Meu pai é um “acadêmico” nato, faz isso desde sempre, apesar de negar isso veementemente. Há rumores de que seja capaz de levantar 200 quilos em uma tal de mesa de supino, seu nome? Nem importa. O apelido do homem lá era malão até uns seis meses atrás, antes de abandonar a atividade por motivos de saúde.

Como ia dizendo, passei dificuldades no começo e nem vem ao caso os motivos que me levaram a me submeter à essa experiência. O que realmente importa é que não é da noite para o dia que uma pessoa levanta um terço do seu peso com os braços, coisa que eu vi hoje. Digo levantar dessa forma: braços abaixados segurando uma barra, 25 quilos em cada ponta; levante a barra até a altura do queixo e abaixe até a altura do umbigo sucessivamente dez vezes por três seções.

bombaO curioso de fato não é um homem ter sido capaz de fazê-lo. Meu pai fazia isso! O curioso é que o cidadão tem menos de UM mês de frequencia na atividade. Eu mesmo nunca o tinha visto por ali, o que torna questionável o termo “frequencia”.

Eu não havia percebido essa situação. Nem seria inteligente da minha parte acreditar que os demais clientes mais experientes não perceberiam o óbvio nessa questão. O homem com certeza usa anabolizante.

– Estou aqui há mais de seis meses e nunca me pus a levantar 25 quilos dessa forma que você levanta. – disse um mais gaiato.

– É a genética! – retrucou.

– Sim, acredito. Genética. Onde você compra dessa genética aí? Não sabia que isso que você usou tinha ganhado outro nome. Eu também quero. – terminou ironizando.

Sim, meu caro, é a genética. Você agora vai à farmácia e encontra à venda unsgenoma comprimidinhos em uma cartela com o nome: GENÉTICA. Tomar três vezes ao dia após as refeições. Aí você segue essas instruções e ganha massa muscular em duas semanas. Aí vem escrito: Contra indicado em casos de vida sexual ativa. Porque bem sabem os caros leitores que a tal “bomba”, como são mais conhecidos os anabolizantes, causa a impotência. Para finalizar, só faltava estarmos sem nada para fazer, enquanto estamos sentados no sofá de casa assistindo TV anunciarem no intervalo uma propaganda da tal GENÉTICA. Novo nome eim gente! Pra despistar a concorrência! E no final aparecer aquele clássico quadradinho azul escrito:

Ao persistir a impotência o geneticista deve ser consultado.

Ass: Viagra

Boa noite, boa sorte.

[LEIA MAIS –> RECANTO DAS LETRAS: http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=44834%5D

Anúncios

terça-feira, 11 agosto 2009 - Posted by | Arquivado |

Sorry, the comment form is closed at this time.

%d blogueiros gostam disto: