Logos de Minas Gerais

boa noite e boa sorte

Por quem os sinos dobram

Resumo: Detalhes e algumas conclusões sobre a polêmica declaração, mais que infeliz, de Boris Casoy sobre os garis, na virada deste ano.

Sempre adimirei o Boris Casoy. Um excelente âncora, com uma opinião bem elaborada e objetiva sobre tudo e todos; sempre acompanhada do seu clássico jargão jornalístico: Isso é uma vergonha! Pois nesse fim de ano a vergonha foi toda dele, se é que ele ainda a tem.

Como todos sabem, Boris Casoy é contratado da Rede Bandeirantes e apresenta o Jornal da Noite nessa emissora. Acontece que, não sei por que cargas d’água, no último dia do ano (justo no último) o destino resolveu nos mostrar por quem os sinos dobram deveras; como é comum nos tempos de Natal e Ano Novo, entre o jornal em si e as chamadas de intervalo da emissora e vice-versa, são mostradas algumas pessoas desejando boas festas. Creio que para dar uma de politicamente correta, a Band, nesse dia, mostrou dois garis desejando bem-aventuraças, e adivinhem? O tiro saiu pela culatra. Na chamada para o início do jornal, sem saber que seu microfone estava aberto, o âncora soltou uma pérola, demasiadamente negra:

Que merda… dois lixeiros desejando felicidades… do alto de suas vassouras… dois lixeiros… o mais baixo da escala do trabalho…

Deplorável. Percebendo a falta cometida, no dia seguinte, ele reconheceu seu erro em cadeia nacional e tentou se refazer, pedindo desculpas. Sei que não se chora pelo leite derramado, mas hão de convir comigo os magistrados, se não fosse assim, Boris estaria enrrascado.

A solução do problema, com certeza, não está somente num pedido de desculpas, visto que essa palavra (desculpas) não faz milagre na alma de ninguém, nem enriquece em nada a pobreza espiritual daqueles  que já não sabem há tempos o que é espírito, mas já é um começo; um mal começo, para uma atitude mal tomada, diga-se de passagem. Como não sou “do mal”, nem quero me regojizar da desgraça de ninguém, eis o outro lado da moeda, o pedido de desculpas, na íntegra:

Ontem, durante o intervalo do ‘Jornal da Band’, em um vazamento de áudio, eu disse uma frase infeliz, que ofendeu os garis. Por isso, quero pedir profundas desculpas aos garis e aos telespectadores do ‘Jornal da Band’.

Não é para rir, porém foi trágico, ao mesmo tempo que cômico; quantas vezes não ouvi o homem criticar, em seus comentários, toda espécie de imoralidade e mau costume de políticos (sempre os políticos), autoridades e líderes, pois bem, o mundo gira e  és agora vítima de tua própria criação, Boris: Isso é uma vergonha.

–> Confira o vídeo que mostra o momento em que Boris fala dos garis, despercebidamente e em seguência o seu pedido de descupas:

Boa noite, boa sorte.

Anúncios

segunda-feira, 4 janeiro 2010 - Posted by | Arquivado |

Sorry, the comment form is closed at this time.

%d blogueiros gostam disto: